Rede do bem

Apoio a projetos sociais e metas ambientais tem espaço privilegiado na estratégia da Pharmexx

Mais do que estimular a qualificação de profissionais para o trabalho de promoção da indústria da saúde, a Pharmexx Brasil destina recursos e conhecimento a iniciativas em prol do compromisso social e ambiental.

Desde sua fundação, em 2002, o Instituto Terra Projetos Comunitários conta com o apoio da empresa. Baseada em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, a ONG dedica-se a projetos de construção e revitalização de moradias, e já esteve à frente de mais de 100 obras para comunidades carentes. No escopo da entidade, formada por arquitetos e engenheiros, estão também as áreas de tecnologia e direito urbanístico. Por meio de doações, comunidades são beneficiadas por um conjunto de ações que não vislumbra apenas habitação, mas visa à harmonia com o meio ambiente, educação, saúde, segurança, esportes, cultura e lazer.

A Pharmexx também colabora para as atividades do Grupo Tiãozinho, mantido pela Sociedade de Amparo Fraterno Casa do Caminho (SAFRATER) e que integra uma creche e um núcleo socioeducativo. O projeto atende 520 crianças e adolescentes no bairro de Americanópolis, na zona sul de São Paulo. Outros mais de 1 mil moradores da região também são beneficiados com programas assistenciais. Além do aporte financeiro, os jovens auxiliados pela SAFRATER têm a oportunidade de participar do curso de formação para propagandista médico, por meio da reserva de quatro vagas.

Além de respeitar o meio ambiente investindo na economia dos processos internos e com práticas como a redução do uso do papel, a empresa aderiu à campanha Eu sou carbon free - Plante essa ideia. Para contemplar metas também nessa seara, a Pharmexx plantou 2.500 árvores no entorno da Represa de Taiçupeba, no município de Salesópolis (SP).

 

Superação e sonho olímpico

Outro exemplo de compromisso social está em casa. Larissa Gouveia, analista administrativa do RH da Pharmexx, treina canoagem de segunda-feira a sábado na Represa Billings. Ela é fascinada por esportes de água, mas há nove anos sofreu um acidente automobilístico que provocou uma lesão em sua medula e perdeu a mobilidade das pernas. Porém, redobrou a confiança em si mesma e na força do esporte, com apoio da empresa.

“Depois que me entreguei ao tratamento pós-acidente, tentei retornar à vida e comecei a fazer estágio na empresa. Quando terminou o tempo do trabalho, fui convidada a permanecer e informei que não conseguiria conciliar jornada e treinos”, lembra. Nesse momento a Pharmexx selou o apoio à atleta, que trabalha em regime de meio período, no turno da tarde, para treinar na parte da manhã. Aos 32 anos, ela almeja agora disputar e ganhar medalha nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, em 2020.